sábado, 15 de outubro de 2011

terça-feira, 12 de maio de 2009


Como todos sabem sou o actual Director Artístico da Revista Moda&Moda, meio de Comunicação Social para o qual trabalho há 24 anos sendo sempre com todo o empenhamento que colaboro numa sintonia perfeita com os objectivos da sua Directora, Marionela Gusmão. Se por um lado é difícil satisfazer as suas exigências no que se refere à área criativa, por outro há uma satisfação enorme em trabalhar com uma mulher tão lutadora que nunca se verga aos infortúnios e que sempre tem conseguido criar um produto que honra a escrita e as artes no seu sentido mais lato, além do seu respeito pela História em geral e pelas Artes Decorativas em particular. É uma mulher que não se cansa de estudar. Porém, Marionela Gusmão não perdoa nada. Só aprova aquilo que considera estar correcto.


Assim, ao ler o que o Professor Doutor José d'Encarnação, ilustre Catedrático da Universidade de Coimbra e de Lisboa, escreveu sobre a celebração das Bodas de Prata da revista Moda&Moda e da publicação do número 100 que se avizinha, senti que devo agradecer as justas palavras que dirigiu à Dra. Marionela Gusmão assim como à colaboradora Doutora Theresa Bêco do Lobo.


Sempre que tenho em mãos os artigos e as imagens de cada Moda&Moda, tenho a sensação que a Directora criou esta revista mais para escrever de Arte através de exposições e de valorização do Património Cultural do que da Moda do Vestuário. Surpeendo-me sempre com os seus artigos quer de História de Moda quer de Joalharia. Sou muito despistado, o artista como me chamam, mas pasmo com a forma e com o rigor histórico que esta senhora põe na investigação de artigos absolutamente inesperados, onde ainda tudo está por fazer. Chego a vê-la consultar mais de 20 livros para um trabalho de 10 páginas. E nunca fica satisfeita. Por vezes até nem quer ver o trabalho depois de pronto. Acha sempre que ainda fez pouco.


Estou em absoluto com o Professor Doutor José d'Encarnação, juntando-me ao seu abraço de parabéns e com o texto que com a devida vénia me atrevo a transcrever:


"Vai celebrar, em Junho, 25 anos de edição continuada a revista Moda & Moda (ISSN: 0874-5544; e-mail: modaemoda@netcabo.pt ), dirigida pela Dra. Marionela Gusmão.


São 25 anos em que, para além do noticiário, profusamente ilustrado, sobre as tendências da moda nos seus variados aspectos, a temática do Património Cultural esteve ? e está ? sempre abundantemente presente. Diria, até, que a moda quase constitui, na revista, o pretexto para se falar de museus, de exposições, de Património. Há sempre um tema em destaque, uma vez que Marionela Gusmão, que pela sua formação em História, está muito ligada à Museologia e ao Património, como profissional e como jornalista, uma personalidade que nunca perdeu o optimismo e exige dos seus colaboradores um estilo de escrita tão elegante e precioso quanto as modelos que apresenta.


A colecção dos 99 números de Moda & Moda ? sairá, na edição de Verão, o nº 100 ? constitui, sem dúvida, um repositório ímpar, a ser consultado. Veja-se, a título de exemplo, nesta edição da Primavera, o artigo «Aves na joalharia: da civilização egípcia ao século XIX» (p. 27-35), mui ajustado repositório («Voando sobre as artes decorativas»?) de excelentes imagens, gratuitamente cedidas pelos mais importantes museus do Mundo!...). A exposição do mês é a de Andy Warhol, nas Galeries Nationales du Grand Palais, de Paris, em circunstanciada reportagem (p. 14-18).


Mas temos ainda: «O Moderno Wing ? As novas galerias do Art Institute of Chicago» [p. 76-79], por Theresa Beco do Lobo, que também assina um texto sobre o barroco (1620-1800), «Um estilo na era da magnificência» [p. 102-105], e um outro sobre «Arte coreana no período da Renascença (1400-1600) [p. 138-143].


Tudo magnificamente ilustrado ? que é um regalo ver!


Daqui vai, pois, um grande abraço de parabéns à Dra. Marionela Gusmão, pelo seu indesmentível e indefectível empenho na divulgação do amor ao património e? à Beleza!"

José d'Encarnação


http://ml.ci.uc.pt/mhonarchive/museum/msg02257.html